26 julho 2018

8ª edição do Recicla CDL na Escola bate recordes de adesão

Os alunos de Santa Catarina estão prontos para se tornarem consumidores conscientes. E este ano, eles são muitos: 183.601 mil estudantes, matriculados em 1.380 escolas de 150 cidades do Estado. Os números correspondem aos inscritos na edição 2018 do Recicla CDL na Escola, que, este ano, bateu todos os recordes de adesão desde sua criação, em 2011.

Agora, os estudantes embarcarão em uma grande jornada para apontar “O que você pode fazer para promover um Consumo Consciente?”, tema central do concurso de educação ambiental promovido pela FCDL/SC em parceria com as CDLs, secretarias municipais de educação e escolas públicas municipais do ensino fundamental, com apoio do Sicoob, Leo&Leo e SBT-SC. Do total de inscritos, 116.116 mil alunos do 1º ao 5º anos farão desenhos e 67.485 mil do 6º ao 9º escreverão redações sobre o tema proposto.

Desde sua primeira edição, o concurso já difundiu conhecimentos sobre educação ambiental a 902.500 mil estudantes catarinenses e chega a 2018 com o triplo de adesões de CDLs e crescimento de 60,5% no total de escolas participantes em relação ao ano anterior. Em 2017, o programa Recicla CDL na Escola foi reconhecido com o prêmio Fritz Müller, concedido pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) à FCDL/SC.

“No Recicla CDL na Escola, as crianças e adolescentes entendem que são integrantes do meio ambiente e passam a interagir com ele com respeito e consciência, além de se tornarem agentes multiplicadores desses conceitos a seus familiares e amigos de fora da escola”, afirma o presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer.

Com o tema Consumo Consciente, os participantes do concurso aprenderão a importância de evitar desperdício, reciclar materiais, reaproveitar e conservar itens. Verão que o processo de fabricação de produtos demanda matérias-primas que, muitas vezes, são provenientes da natureza, como água, metais, petróleo, árvores, entre tantos outros, para saberem que o consumo sustentável vai muito além da compra em si. Para isso, serão estimulados a refletir, antes de consumir, sobre onde o produto foi feito (se é de uma indústria que obedece às leis ambientais – que protegem os animais, plantas e os ecossistemas, os trabalhadores com condições dignas e salários justos), se ele vai durar, se é necessário ou se atende a uma vontade ou vaidade de ter esse objeto novo, e se há condições financeiras de adquirir o produto para não causar problemas financeiros em casa.

Ao longo do segundo semestre, os estudantes pensarão sobre estes com conceitos e desenvolverão seus trabalhos. Os autores das melhores redações e desenhos da etapa municipal receberão um kit de mochila e material escolar cada e representarão sua cidade na fase estadual do concurso. Caso vençam, eles e seus professores orientadores ganharão um tablet cada.

“Com o Recicla CDL na Escola ajudamos a formar cidadãos cientes de suas responsabilidades com o meio ambiente para garantir a sustentabilidade do planeta por meio da preservação ambiental”, destaca o presidente da Federação.